PREFÁCIO
“Todo o fado, e sobretudo toda a poesia, é alegre porque é triste.
Falam de destino porque sabem que não há destino algum. Contam histórias de amores perdidos porque já os sabem efémeros antes de o serem. Angustiam- nos com a realidade porque reconhecem ser universalmente mais fácil mascará-la do que vivê-la.
Fragmentam-nos porque nos relembram que em nós há uma peça que não encaixa, uma que nunca teremos e outra que depois de perdida jamais regressará.
Canta-se fado pela mesma razão que se escreve poesia. E depende sempre mais de quem os ouve ou lê do que de quem os escreve.
Se a realidade de um poema é tão múltipla que não chega a ser nenhuma... Não será também assim a própria vida?
“Triste fado” procura, de forma melancólica e intimista, exprimir o mais profundo sentimento perante a fragmentação do eu, a fugacidade do tempo e da vida e a descrença no futuro. Com fortes inspirações em Fernando Pessoa, particularmente no seu heterónimo (e meu Mestre) Álvaro de Campos, este conjunto de poemas transporta-nos para uma reflexão interna angustiante, cética e dolorosa, onde a realidade é vazia e envolta em solidão, desilusão e falha.
É perante a complexidade e inutilidade do quotidiano que, a cada verso, a tinta da caneta liberta o que vai na alma, conduzindo o tudo pela estrada do nada. Restará o desassossego e a incompreensão, a felicidade inocente para quem não pensa, e o sufoco para quem tudo é pensar. Aqui, como na vida, sempre resta tudo, ao passo que não resta nada. Num estado de coma profundo da vida real, com a calma inquietação de quem fita o abismo e o tédio dos dias que passam, permanece a poesia. Ah, haver poesia! Ah, ser a companhia do que é incerto!
É meu triste dever dar a conhecer ao leitor que, o que se sucede, é o seu próprio fado.
És tanto e és tão pouco / És um verso rouco / Um pedaço de artificialidade /
Entre toda a Humanidade.
Permanece em silêncio. Deixa que se cante o fado.”
Ana Rodrigues Gonçalves

#tristefado #poesia #poetry 
#edicoeshorus #ediçõeshórus

Triste Fado de Ana Rodrigues Gonçalves

11,00 €Preço

    TODOS OS DIREITOS RESERVADOS: Edições Hórus e os respectivos autores 2015-2020