TODOS OS DIREITOS RESERVADOS: Edições Hórus e os respectivos autores 2015-2020

 

"Havia sido um dia agitado e cansativo em meu trabalho como médico em Yauaretê, distrito de São Gabriel da Cachoeira, na fronteira com a Colômbia, onde passaria 30 dias trabalhando, era então fevereiro de 2017. Fui dormir muito cansado, em algum momento acordei aterrorizado com a notícia de que uma criatura hedionda havia atacado e comido um pobre casal, algo que eu nunca tinha visto, mesmo em meus plantões mais sangrentos no pronto socorro. Num lugar onde mito e fatos se mesclavam, aquilo parecia provar a existência de um lobisomem, ou de um transmorfo que, por analogia, era chamado de lobisomem, mas não tinha nada a ver com lobos. Eu investiguei aquelas mortes, como um verdadeiro detetive, mas tudo parecia confuso, tenebroso e estranho, uma angústia por não chegar a lugar nenhum, além do medo de se tornar a próxima vítima que pairava sobre mim o tempo todo. Quando sentia que estava finalmente próximo a resolver todos os mistérios ... Eu acordei.
Estava assustado, intrigado.... Havia sido só um pesadelo. Assim que sentei na cama procurei minha agenda e me pus a escrever para não esquecer do pesadelo, porém um sentimento estranho perdurou depois, havia sido muito real, mais como uma revelação que um pesadelo. Eu havia acordado antes do mistério se concluir e a história estava incompleta, logo achei que seria um ótimo conto que veio para mim quase pronto, achei que conseguiria terminá-lo em três dias, seria meu recorde. Entretanto não conseguia achar um final definitivo para a história e estava claro pra mim que ela precisava, além de um final, de mais músculos e solidez. E esse conto ficou adormecido até por volta de outubro de 2018, quando voltei a trabalhar nele e consegui encontrar um final digno e transformá-lo num romance. A história não ficou muito diferente do meu pesadelo, mas pude mesclar um pouco dos medos e atmosfera de histórias "reais" passadas em São Gabriel da Cachoeira, um pouco do folclore e da versão de lobisomem que é muito peculiar da cidade. Somente um grande detetive poderia desvendar esse mistério, e até mesmo a inspiração é misteriosa, mas talvez seja melhor que alguns mistérios nunca sejam resolvidos. Boa leitura."

O caso irresoluto de M.J.M. Diniz

€10.00Preço